11 5632-3040 suporte@ttisi.com.br
Os seus valores podem afastar as Pessoas
Os Seus Valores Podem Afastar as Pessoas

Nossos valores possuem forte influência na maneira como distribuímos o nosso tempo e a nossa energia ao longo do dia, bem como possibilitam uma gestão do dia com mais qualidade, uma vez que facilitarão alocarmos o nosso tempo em atividades que trazem maior prazer e bem-estar. Conhecer os próprios valores é um caminho certo para entender quais atividades profissionais ou de lazer trazem maior ou menor satisfação. Da mesma forma, nossos valores podem esclarecer as razões pelas quais algumas conversas com algumas pessoas podem ser tão prazerosas e outras tão insossas ou até desagradáveis.

O nível de engajamento e entusiasmo de pessoas em uma conversa ou relacionamento tem grande interferência do grau de alinhamento, ou não, dos valores de cada um.

Quanto maior for a concordância entre os valores, maiores as chances de estas pessoas não verem o tempo passar, quando estão juntas. Por isso, caso queira agradar alguém e ter um encontro pessoal ou profissional muito satisfatório e produtivo, faça perguntas para a outra pessoa a respeito de seus hobbies e atividades profissionais preferidas. Questione onde essa pessoa colocaria o tempo dela se tivesse total liberdade para isso, em quais atividades ela encontraria mais felicidade, chegando a perder a noção do tempo. As respostas trarão indicadores de quais são os valores dessa pessoa. Uma vez que você identifique os valores, faça mais perguntas a respeito deles, sempre mostrando interesse honesto e sincero. Deixa a outra pessoa falar a maior parte do tempo, e lembre-se de se concentrar em fazer perguntas a respeito de assuntos que interessem a essa pessoa.

Falar do que interessa para o outro, principalmente daquilo que a outra pessoa mais valoriza, é uma estratégia segura para estreitar relacionamentos profissionais e construir amizades.

Uma das maneiras para identificar os valores de uma pessoa é através de questionários, que, após respondidos e tabulados, podem gerar um relatório, o qual irá retratar a escala de valores de quem respondeu às perguntas. Um desses instrumentos que estão no mercado mensura a intensidade de doze forças impulsionadoras, as quais pertencem a seis continuuns motivacionais, que conceitualmente se baseiam nos seis valores da obra Tipos de Pessoas, de Eduard Spranger.

A seguir, os seis continuuns motivacionais com suas respectivas forças impulsionadoras, que representam os opostos de cada escala motivacional.

1º CONTINUUM: Identifica a intensidade com que pessoas VALORIZAM o CONHECIMENTO.

INSTINTIVO: Ao se relacionar com pessoas instintivas, lembre que, em termos de volume e profundidade de conhecimento, elas buscam e usam apenas o estritamente necessário, uma vez que utilizam como fonte de conhecimento suas experiências passadas e fontes rápidas de consulta, como o Google, por exemplo. Conversas muito teóricas podem incomodar o instintivo, por potencialmente atrasar o início de projetos, soluções de problemas e tomadas de decisões. Para ele, mais do que as informações necessárias e de aplicação imediata, é perda de tempo.

INTELECTUAL: No outro lado do continuum do conhecimento temos o intelectual; são as pessoas que depositam um alto valor na aquisição e acúmulo de conhecimento. Ao interagir com essas pessoas, observe que abordagens superficiais, com fraco embasamento conceitual, desvalorização da pesquisa e da investigação profunda do tema em análise, irão gerar resistência no engajamento na relação. Essas pessoas transformam simples conversas em densas aulas. Para agradá-los, possibilite o crescimento intelectual dessas pessoas.

2º CONTINUUM: Identifica a intensidade com que pessoas VALORIZAM a UTILIDADE.

DESPRENDIDO: As pessoas desprendidas se envolvem em atividades e relacionamentos sem muita atenção ao tempo que irão gastar. Essas pessoas não colocam, como precondição para encontrar outros, a previsão de um benefício como resultado da interação. Podem se sentir desconfortáveis na presença de pessoas que só dão atenção aos outros quando percebem um ganho na situação ou quando abruptamente querem encerrar um encontro no momento em que não possuem mais interesse, ou seja, o retorno sobre o investimento do tempo passa a ser negativo.

EFICIENTE: O oposto das pessoas desprendidas são as eficientes. Essas são pessoas muito sensíveis quando percebem que estão perdendo tempo ao conversar com alguém que não agregará nada a seu interesse. Essas pessoas valorizam muito o recurso tempo, por isso a percepção de perda de tempo irá gerar visível desconforto. Irão apreciar conversas quando perceberem que em razão delas estão se tornando mais eficientes e produtivas. Irão gostar de conversas que tragam ideias que possam aumentar seu ganho financeiro e gerar aumento de capital.

3º CONTINUUM: Identifica a intensidade com que pessoas VALORIZAM o AMBIENTE.

OBJETIVO: Algumas pessoas valorizam muito a objetividade no conteúdo da comunicação – relacionamos conteúdo a valores e forma da comunicação a comportamentos. Estas pessoas esperam que notícias ruins sejam ditas e a verdade comunicada, rápida e categoricamente. Abordagens subjetivas, pouco práticas e exageradamente cuidadosas, irão com certeza incomodar esse tipo de pessoa. Uma conversa realista e baseada em fatos concretos, mesmo que com um tom frio e impessoal, não irão incomodar essa pessoa.

HARMONIOSO: Comunicações ríspidas, abrasivas, factuais e diretas irão gerar um mal-estar emocional nas pessoas que valorizam a paz e o equilíbrio nos relacionamentos. Tudo o que traga ou intensifique um ambiente caótico irá perturbar a pessoa harmoniosa. Conversas que ameaçam seu equilíbrio de vida também irão gerar incômodo. Diálogos que tragam as impressões de cada um a respeito de um cenário, com a utilização da imaginação para expressar pontos de vista, serão mais alinhados às pessoas que valorizam a harmonia entre as pessoas.

4º CONTINUUM: Identifica a intensidade com que pessoas VALORIZAM os OUTROS.

INTENCIONAL: Para as pessoas intencionais, conversas muito emotivas, com pessoas que ficam colocando os outros sempre na frente dos próprios interesses, sem firmeza para tomar decisões difíceis a respeito do outros, irão resultar em um afastamento na interação. Ser emocionalmente mais independente e firme na conversa, principalmente quando o assunto possa acabar prejudicando alguém, irá ajudar a se aproximar dessas pessoas.

ALTRUÍSTA: As pessoas altruístas irão sentir um grande desconforto quando estiverem na presença de quem não se importa ou passa a impressão de não se importar com os sentimentos e o bem do próximo. Um alinhamento maior será obtido quando a abordagem for com um tom benevolente e desinteressado de algum ganho pessoal. Os altruístas irão se atrair por conversas que envolvam causas humanitárias, o ajudar pelo ajudar e eventos beneficentes. Focam na eliminação, e não no início ou aumento de conflitos. Conversas boas são as que geram união e consenso.

5º CONTINUUM: Identifica a intensidade com que pessoas VALORIZAM o PODER.

PARTICIPANTE: Essas pessoas não se incomodam com papéis de coadjuvantes, mesmo quando em posição de liderança, o que facilita seus colaboradores se sobressaírem e também se tornarem protagonistas de algum projeto ou iniciativa. Assuntos onde fica clara a importância do poder, ambição e crescimento profissional, assim como a sobrevalorização de símbolos de status e prestígio, irão desanimar essas pessoas, fazendo com quem elas se desinteressem da conversa.

COMANDANTE: Quem está neste lado deste continuum irá priorizar relacionamentos e conversas que poderão contribuir para a sua ascensão, brilho e reconhecimento profissional. As interações que não tragam esses elementos serão provavelmente vistas como um desperdício de tempo. Falar a respeito da importância de viver em comunidade, de cooperar com as demais pessoas e de trabalhar como um igual aos demais irá fazer com que queira sair de onde a conversa está acontecendo, ou pior, pode diminuir as outras pessoas, por não exaltarem o mesmo que valoriza. Para se aproximar, pergunte a respeito de seu crescimento profissional, obstáculos superados e conquistas. Valorize seus feitos, com sinceridade.

CONTINUUM 6: Identifica a intensidade com que pessoas VALORIZAM as METODOLOGIAS (sistemas de vida).

RECEPTIVO: Essas pessoas são mais abertas para sistemas e metodologias alternativos, pensar fora da caixa, questionar o status quo, e são mais flexíveis com pessoas que pensam diferente delas. Em razão disso, querer converter essas pessoas para seu próprio sistema de crenças e valores, inclusive dizendo que não há outra opção para quem quer estar no lado certo da vida, irá, no mínimo, afastar essas pessoas. É importante, para não distanciar essas pessoas de você, falar sobre as possibilidades do diferente e mostrar-se flexível e interessado por variadas formas de pensar.

ESTRUTURADO: A palavra-chave para uma relação interpessoal de qualidade com essas pessoas é respeito. Consideração e valorização pelo que elas acreditam, pois, para elas, seu sistema de crenças e valores representa a verdade, a qual é possivelmente inquestionável e imutável. Seus rituais e tradições são intocáveis e sagrados. Cuidadosamente pergunte o que a pessoa acredita ser o certo e o errado para viver, e mostre uma admiração e respeito verdadeiros. Se pensar diferente ou não concordar, guarde isso para você. Uma alternativa para não acabar expondo seu ponto de vista diferente é mudar o assunto da conversa o quanto antes.

Muitas dimensões afetam a qualidade de um relacionamento e de uma conversa, sendo que o grau de alinhamento dos valores das pessoas é com certeza uma importante variável. Os valores são uma importante parte integrante de cada um e nada mais agradável do que falar de quem somos, ou do que valorizamos.

Você também pode gostar…
×