11 5632-3040 suporte@ttisi.com.br

Uma das bases da teoria DISC é a neutralidade; o perfil DISC é neutro, neutro e neutro. O que se quer dizer com isso é que não existe perfil melhor ou pior; quando isso é dito, normalmente é fruto de pré-conceito, uma leitura distorcida dos conceitos da teoria DISC, ou alguém defendendo o seu próprio perfil DISC.

Acreditar que para se ter sucesso na vida seja necessário ter um determinado fator, ou combinação de fatores, é no mínimo diminuir o ser humano a algo bem pequeno.

Não raro pode ser ouvido que, para ser ter sucesso, é necessário ter alta dominância e alta influência. Não há correlação alguma entre o perfil DISC e o sucesso ou felicidade.

Podemos encontrar pessoas bem sucedidas e felizes com qualquer combinação dos fatores dominância, influência, estabilidade ou conformidade. O mesmo vale para pessoas frustradas e mal sucedidas na vida pessoal e profissional.

Vale aqui reforçar que uma pessoa não é um padrão comportamental DISC, ela é muito mais do que isso; o perfil DISC é apenas uma das partes da pessoa.

Nas empresas podemos ter uma leitura diferente do gráfico DISC, quando temos o perfil do cargo elaborado na mesma linguagem que o perfil da pessoa; assim podemos comparar um ao outro e identificar o grau de alinhamento entre pessoa e cargo.

Veja bem, o que temos agora é apenas uma análise de adequação entre o perfil de uma pessoa e o que uma empresa entende como o ideal para um cargo.

O que uma empresa pode desejar para gerente de recursos humanos pode ser diferente do que outras empresas necessitam, pois a estratégia, posicionamento de marca, momento da empresa, cultura, tamanho, setor de atuação e outras variáveis irão influenciar este perfil DISC de cargo.

Uma pessoa pode não ter o seu gráfico DISC alinhado a uma empresa, mas pode ter para outra.

Uma das belezas do DISC é mostrar que todos, sem exceção, possuem talentos e oportunidades de desenvolvimento, na mesma quantidade.

O que poderá diferenciar as pessoas com relação a esta visão de neutralidade dos gráficos DISC é o quanto cada um se conhece, se aceita e se ama.

×