11 5632-3040 suporte@ttisi.com.br

As ferramentas de assessment, ou análise de perfil pessoal, normalmente comportamental, têm se tornado cada vez mais comuns nas práticas de coaching, seleção, treinamento e outras iniciativas de identificação e desenvolvimento de talentos.

Podemos encontrar ferramentas que já possuem um longo histórico nos mercados brasileiro e mundial, como o DISC, MBTI e P.I., apenas para citar as mais conhecidas em nosso mercado, com validação científica e prática, pertencentes a empresas sérias, com uma organizada estrutura de atendimento e bom histórico na área de pesquisa e desenvolvimento.

Porém, tem surgido no mercado um número razoável de ferramentas que não possuem o mesmo histórico e base conceitual, muitas com sites que não explicam sua origem, como e por quem foram desenvolvidas, muito menos explicam como foi o processo de validação.

Uma atenção maior é requerida ao pesquisar ferramentas baseadas nos conceitos DISC, do livro As Emoções das Pessoas Normais, uma vez que há vários fornecedores, cada um com seu próprio processo de validação e construção, sendo que a qualidade e confiabilidade destas ferramentas variam muito – algumas são excelentes, outras bem fracas e mal construídas.

Com base neste cenário e no intuito de contribuir para uma maior clareza e segurança no processo de decisão para escolha de uma ferramenta de assessment, coloco abaixo 10 perguntas para aqueles que querem ter uma maior segurança ao escolher uma ferramenta de assessment.

1)     Quem desenvolveu a ferramenta?

Investigue o nome, histórico no setor e formação acadêmica do responsável pela criação da ferramenta.

2)     Qual o histórico da empresa com ferramentas de assessment?

Procure saber há quantos anos a empresa está no mercado e sua tradição no segmento – desenvolver uma boa ferramenta de assessment demanda muito estudo e um longo período de desenvolvimento e validação.

3)     Como o questionário foi desenvolvido?

A construção do questionário é fundamental para a qualidade do resultado. Pergunte quais foram as etapas de construção do questionário, como as questões foram escolhidas e quais os cuidados técnicos para garantir a qualidade do mesmo.

4)     Quem validou o instrumento?

Qual o nome da pessoa, com seu respectivo histórico em ferramentas de assessment, são importantes informações para a sua segurança. Pergunte também a respeito da instituição ou empresa à qual pertence essa pessoa; lembre-se de pedir o arquivo com os resultados do processo de validação, principalmente quando uma empresa informar que sua ferramenta é validada por conhecidas instituições de ensino ou por órgãos do governo, mostrando uma série de logomarcas em seu site.

5)     Qual a técnica de validação do instrumento?

Informe-se a respeito da técnica de validação, qual o nome desta técnica e por qual razão ela foi escolhida. Uma sugestão é ter como referência de comparação os processos de validação de empresas internacionais que já estão há décadas em mercados muito exigentes, como o norte-americano e o europeu, logo, com muita experiência e rigor em processos de validação.  

6)     Qual o público escolhido para a validação?

Pergunte a respeito da amostra populacional utilizada no estudo de validação e se houve algum tratamento no banco de dados para evitar distorções no resultado. O objetivo é certificar-se de que a amostra utilizada pode de fato representar a população brasileira. Lembre-se: quantidade não é sinônimo de qualidade.

7)     Quais os pressupostos teóricos do instrumento?

Investigue qual a base teórica e a bibliografia utilizada na construção do instrumento. Pergunte sobre evidências que garantam a originalidade e o respeito a direitos autorais de outras ferramentas já existentes.

8)     Quantas pessoas existem na equipe de suporte da empresa fornecedora?

É importante não só questionar a respeito de como a empresa está estruturada, mas também o número de pessoas disponíveis para o seu atendimento. Trata-se apenas de uma empresa vendedora de relatórios ou ela está comprometida a lhe proporcionar o suporte necessário para o correto uso da ferramenta? Quem vende é quem lhe dará o suporte técnico e conceitual?

9)     Onde está e quais as especificações técnicas e de segurança do servidor em que o sistema está hospedado?

A segurança e sigilo das informações são fundamentais para garantir a sua tranquilidade e de seus clientes, assim como para assegurar um serviço ininterrupto.

10)  Qual o endereço da empresa?

Entrar no site e não encontrar um endereço ou até mesmo o telefone podem ser sinais de uma empresa sem estrutura física e humana adequadas, podendo ser inclusive uma empresa de uma só pessoa. Por quais razões uma empresa neste segmento não colocaria no site um detalhado “quem somos” e omitiria seu endereço e telefone?

Fazer perguntas é fundamental, para a sua segurança e o seu sucesso.

Lembre-se: sempre peça os documentos que comprovem as afirmações dos fornecedores de ferramentas de assessment.



×