O mercado brasileiro tem recebido um grande número de novas ferramentas de assessment. Esta grande quantidade de novos instrumentos pode levantar questionamentos com relação à confiabilidade deles e também com relação à necessidade de uma boa qualificação dos profissionais que utilizam estas ferramentas.

A seguir, trago algumas orientações para profissionais que utilizam instrumentos de análise de perfil em suas atividades de seleção e desenvolvimento de pessoas.

  1. O mercado oferece diferentes ferramentas para diferentes necessidades. Saber o que um instrumento mensura é pré-requisito para quem deseja usá-lo; saber o que ele não mede é fundamental.
  2. Não acreditar que um gráfico trará todas as respostas a respeito de uma pessoa.
  3. Não assumir uma postura arrogante, de que o instrumento utilizado é à prova de erros, por exemplo.
  4. Construir o resultado do relatório a quatro mãos, ou seja, é muito importante a interação entre quem analisa e o analisado.
  5. Levar em consideração o melhor momento, local e demais condições que irão influenciar a qualidade de uma adequada interação com o analisado.
  6. Não tratar pessoas como se fossem apenas um gráfico, sem levar em consideração seus sentimentos, emoções, medos e sonhos.
  7. Não iniciar uma sessão de orientação sem ter clareza a respeito das razões e objetivos da mesma.
  8. Gráficos são apenas fontes de informação, não devem ser lidos, mas sim interpretados.
  9. Não pensar que todos os instrumentos são iguais, ainda que possuam os mesmos nomes ou estes sejam parecidos.
  10. Ao utilizar uma ferramenta, procure saber se esta mensura potencial ou entrega. Não é raro encontrar instrumentos de análise comportamental, os quais mensuram potencial, se dizer que medem competências.

A correta utilização de ferramentas de assessment possui dois importantes pilares: a qualidade da ferramenta e do profissional que a utiliza. Lidar com pessoas demanda muita seriedade, sensibilidade, respeito, calma, responsabilidade, diplomacia, flexibilidade, tolerância, saber ouvir, habilidades sociais e a facilidade de se colocar no lugar da outra pessoa.

× Como podemos te ajudar?