Existe um ditado popular que diz que quando uma pessoa tem apenas um martelo, tudo à frente vira um prego. No uso de ferramentas de análise de perfil comportamental muitas vezes vemos o mesmo.

Há vários tipos de perfil comportamental no mercado, um dos mais conhecidos e eficientes são os baseados na teoria DISC, tão bom, que quando bem construído, o usuário pode muitas vezes acreditar que possui respostas para tudo.
O martelo é uma ferramenta muito importante e útil, porém não é a única e um bom profissional irá provavelmente querer um conjunto de ferramentas para assim ter mais segurança para a execução de um excelente trabalho.

Uma boa ferramenta DISC não permite saber qual a idade de quem preencheu o questionário, ou experiência ou maturidade e tudo isso irá influenciar na capacidade de entrega da pessoa.

Ao utilizar uma ferramenta DISC, ou outra de análise de perfil comportamental, lembre-se que estas ferramentas não trarão informações a respeito do grau de desenvolvimento de competências.

O perfil comportamental trará informações mais seguras a respeito do potencial da pessoa, para analisar sua prontidão ou capacidade de entrega será necessário coletar dados com outras metodologias.

Possuir características de uma pessoa extrovertida, influente, comunicativa ou persuasiva não irá significar obrigatoriamente que esta pessoa é competente ao lidar com pessoas, negociar ou fazer apresentações.

A combinação entre as informações trazidas por instrumentos de perfil comportamental DISC e outras metodologias de coleta de dados, como análise de motivadores, inteligência emocional e competências pode ser a receita certa para decisões mais seguras e eficientes, assim como para elevar suas atividades de seleção e desenvolvimento de pessoas a um outro patamar.

× Como podemos te ajudar?